Sociable

sexta-feira, 21 de março de 2014

My life was the size of my life, Jane Hirshfield, da revista New Yorker


                              Minha vida era do tamanho de minha vida

Seus cômodos eram do tamanho dos cômodos
Sua alma era do tamanho de uma alma.
No seu fundo, mitocondria zunia
Acima o sol, nuvens, neve, o trânsito das estrelas e planetas,
Percorria elevadores, trens-bala
Vários aeroplanos, uma mula.
Usava meias, camisas, suas próprias orelhas e nariz.
Comia, dormia, abria e fechava suas mãos, suas janelas,
Outros, eu sei, tiveram vidas maiores
Outros, eu sei, tiveram vidas mais curtas.
A profundeza de vidas também é diferente.
Houve tempos que fazíamos pão.
Uma vez, brotava melancolia e ficava distante.
Eu falei à minha vida que gostaria de alguma vez
Eu gostaria de tentar ver os outros.
Numa semana, minha mala vazia, e eu voltei.
Eu estava com fome, então, e minha vida,
Minha vida, também estava faminta, nós não pudemos
manter nossas mãos fora de nossas roupas 
e de nossas línguas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário