Sociable

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

CAMINANTE NO HAY CAMINO, Antonio Machado

        CAMINHANTE NÃO HÁ CAMINHO

Tudo passa e tudo cai,
mas o nosso é passar,
passar fazendo caminhos,
caminhos sobre o mar.

Nunca persegui a glória,
nem deixar na memória
dos homens minha canção;
eu amo os mundos sutis,
leves e gentis,
como pompas de sabão.

Gosto de vê-los pintar-se
de sol e grama, voar
sob o céu azul, vacilar
subitamente e quebrar-se...

Nunca persegui a glória.

Caminhante, são tuas pegadas
o caminho e nada mais;
caminhante não há caminho
e ao voltar a vista atrás
se vê a senda que nunca
se há de voltar a pisar.

Caminhante não há caminho
senão estrelas no mar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário